segunda, 17 de fevereiro de 2020

JUSTIÇA

Tecnologia facilita audiência entre CEJUSCS da Justiça do Trabalho de Porto Velho

18/12/19 16:11

O Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas de Porto Velho/RO (Cejusc) realizou na manhã da última segunda-feira (16) uma audiência inédita entre Cejuscs para ouvir reclamante que não pode se deslocar de Belém a Porto Velho.

A audiência envolveu os CEJUSCs de Belém (TRT8) e Porto Velho/RO (TRT14). A solicitação partiu do coordenador do CEJUSC de Porto Velho, juiz Fernando Sukeyosi, com o objetivo de evitar demora no andamento do processo.

notificação para comparecimento do reclamante foi realizada pela 2ª Vara de Porto Velho, onde o processo tramita. Assim, o reclamante tomou conhecimento do local e horário da sua audiência. Ao chegar, foi recepcionado pelos servidores do CEJUSC Belém e deixado à vontade com o conciliador, juntamente, com as outras partes envolvidas no processo que já aguardavam através da videoconferência direto de Porto Velho.

Audiência

A coordenadora do CEJUSC Belém, juíza Erika Bechara, deu início à audiência para dar segurança ao procedimento. A magistrada se apresentou e identificou o reclamante, além de registrar todos os outros presentes na sala na ocasião. A sessão foi conduzida por um servidor do CEJUSC de Porto Velho, no entanto, ambos os juízes estavam à disposição caso fosse solicitada a presença.

Ao final, o reclamante agradeceu imensamente os esforços da Justiça do Trabalho para realizar a audiência. A magistrada Erika Bechara destacou o impacto que os avanços tecnológicos trazem não só para o TRT8, como também para o reclamante que, neste caso, não poderia comparecer presencialmente à audiência. “Tem todo um gasto para você fazer uma audiência, para o reclamante comparecer em uma audiência de conciliação em Porto Velho apenas para tentar negociar um acordo que pode ocorrer ou não, é um gasto muito grande para ele. Então, se temos essas ferramentas de tecnologia por que não começar a usá-las? Estamos nessa era tecnológica e temos que aproveitar tudo o que ela nos oferece de bom”.

Tecnologia

A videoconferência é um marco na história tanto do CEJUSC Belém como no CEJUSC de Porto Velho, já que ambos os Centros de Conciliação nunca haviam realizado uma audiência nesta modalidade. A novidade foi possível graças ao suporte dado pela Secretaria de Tecnologia da Informação (SETIN) e também pela SETIC do TRT14 em Porto Velho. No momento da audiência, um servidor foi designado especialmente para dar apoio, caso ocorresse algum imprevisto na estrutura tecnológica no Centro de Conciliação de Belém.

 

Fonte

Secom/TRT14



Categorias: JUSTIÇA


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá! Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?