segunda, 17 de fevereiro de 2020

SAÚDE

Surto de febre amarela ameaça as regiões Sul e Sudeste do país, alerta Ministério da Saúde

17/01/20 13:09

No ano passado, no estado de São Paulo, foram confirmados 64 casos da doença, com 13 mortes

O Brasil está em risco de ter uma nova epidemia de febre amarela. O alerta foi emitido pelo Ministério da Saúde nessa quarta-feira e tem como foco principalmente as populações das regiões Sul e Sudeste do país.

Isso porque 38 macacos morreram por causa da doença, o que mostra que o vírus da febre amarela está circulando pela região, como explica Rodrigo Saidi, coordenador de vigilância de arbovirose.

No estado de São Paulo, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, de janeiro a novembro de 2019, foram registrados 67 casos confirmados da doença com 13 óbitos.

A febre amarela silvestre é transmitida pela picada dos mosquitos hemagogus ou sabethes infectados pelo vírus em área de mata. Já na área urbana a doença é transmitida pelo Aedes Aegypti. Os principais sintomas são febre, calafrios, dores no corpo, vômitos, fadiga e fraqueza e em casos mais graves pode causar hemorragias e insuficiência múltipla de órgãos.

Por isso, para se prevenir é preciso se vacinar. De acordo com o Ministério da Saúde o público alvo da campanha de vacinação deste ano são crianças de 9 meses de vida até idosos de 59 anos de idade. Crianças de 4 anos também vão receber uma dose de reforço neste ano.

Em 2019 o ministério disponibilizou mais de 16 milhões de doses da vacina para o país. Neste ano, são 71 milhões de doses para garantir a campanha de prevenção por mais de 3 anos.

Fonte

Repórter Nacional



Categorias: SAÚDE


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá! Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?