segunda, 17 de fevereiro de 2020

ECONOMIA

Seagri firma convênio de mais de R$ 6,2 milhões para fortalecer a cafeicultura em Rondônia

20/01/20 15:49

Rondônia encontra-se em 3º lugar como maior produtor de café robustas do Brasil e é o maior produtor da região Norte 

O governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), firmou com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) um convênio de mais de R$ 6,2 milhões para aquisição de equipamentos para a melhoria da infraestrutura de pós-colheita objetivando o fortalecimento da produção de café com qualidade nos municípios produtores do Estado.

Rondônia deverá produzir 2,3 milhões de sacas de café na safra 2019/2020, cerca de 90% são produzidos pela agricultura familiar. O Estado conta com mais de 18 mil famílias de produtores que trabalham com a cafeicultura em vários municípios. Atualmente, encontra-se em 3º lugar como maior produtor de café robustas do Brasil e é o maior produtor da região Norte.

Hoje o café de Rondônia tem grande potencial para qualidade da bebida, e para que os produtores possam atingir essa qualidade é preciso tecnificar o processamento, principalmente na etapa de secagem do grão que tem sido prejudicado pela falta de infraestrutura de equipamentos.

Com o aumento da produção, os cafeicultores buscam alternativas para a secagem do grão. Hoje, os produtores contratam o serviço de secagem em secadores de fogo direto, onde utilizam altíssima temperatura, o que causa a deterioração e interfere na qualidade do produto final. Além disso, os cafés passam semanas, após serem colhidos, esperando vagas nos secadores, que faz piorar a qualidade do produto.

A Seagri busca adquirir equipamentos eficientes e que preservem a qualidade dos grãos. “Uma das formas de ajudar o homem do campo é com a infraestrutura de equipamentos para que os cafeicultores possam fazer a secagem do café de forma correta. O objetivo é fazer o produtor economizar e melhorar a qualidade do produto, além de aumentar a renda”, disse o engenheiro agrônomo da Seagri, Janderson Dalazem.

De acordo com o secretário da Seagri, Evandro Padovani, esse convênio possibilitará a melhoria da qualidade do café rondoniense e ampliará a oferta de cafés especiais produzidos no Estado, o que possibilitará agregar valor a essa produção, além de estimular a ampliação do uso de secadores de café de fogo indireto.

“Esses recursos serão aplicados dentro das necessidades existentes para atender o pequeno produtor rural. O café é o terceiro produto que dá receitas positivas, dentro do PIB do Estado, seguido da carne e soja”, relatou Padovani. Ele ainda informou que o governo do Estado vem fazendo um trabalho de revitalização da cafeicultura há seis anos.

Os equipamentos eficientes ajudam a preservar a qualidade dos grãos (Fotos: Rinkon Martins)

“O governador Marcos Rocha determinou que a Seagri estabelecesse uma meta e ampliasse as ações para aumentar a produção, produtividade e a qualidade do café. Estamos buscando recursos junto ao governo federal e bancada federal para investir na cadeia produtiva”, completou o secretário.

O governo do Estado, por meio da Seagri, vem investindo fortemente em produtividade e qualidade na produção de café. Nos últimos anos o Estado já realizou vários trabalhos para o crescimento da cafeicultura na região, entre eles, a distribuição de milhões de mudas de café clonal nos municípios e para incentivar os produtores a melhorarem a qualidade do grãos, a criação do concurso de qualidade do café, o Concafé, considerado o maior concurso de café robusta do país.

A Seagri lançará um edital de chamamento público para atender os grupos de produtores e fazer o repasse dos equipamentos. Todos os critérios de avaliação serão estabelecidos no edital. Os processos necessários para fazer a compra dos equipamentos, como a licitação, já estão em andamento.

Os recursos para a aquisição de equipamentos para a melhoria da infraestrutura de pós-colheita são provenientes de emenda parlamentar do deputado federal Expedito Neto.

 

Fonte

Secom



Categorias: ECONOMIA


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá! Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?