segunda, 20 de janeiro de 2020

Crônica

Sal entre os dedos

15/07/19 16:03

– Luiz Miguel! Eu não acredito que você está fazendo isso de novo!

– Fazendo o que Inês?

Rodrigo Alves de Carvalho*

– Dessa vez eu não quero saber de desculpinhas. Quero o divórcio!

– O que foi que eu fiz Inês?

– Você está colocando sal na salada de tomate…

– Estou. O que tem de mais em colocar sal na salada de tomate?

– Mas você está pegando o sal do saleiro da parede com os dedos Luiz Miguel!

– Ah! Lá vem você de novo com essa frescura Inês.

– Frescura! Isso é a coisa mais anti-higiênica que existe. Vai saber onde você enfiou esses dedos!

– Olha lá. Me respeita mulher!

– Já falei para você usar a colherzinha de sal ou o saleiro que fica no armário. Mas você sempre enfia essa mão imunda cheio de dedos no saleiro da parede!

– Para com isso Inês… coisa mais chata…

– Não quero saber seu nojento! Quero o divórcio! Não dá para viver com um sujeito sem educação como você. Eu sabia… desde aquela primeira vez que foi arrebentar pipoca pouco meses depois que casamos e você enfiou os dedos no saleiro… ali percebi a burrada que tinha feito em minha vida Luiz Miguel!

– Ora Inês, isso é doença. Você tem que se tratar…

– Você que é doente de ficar enfiando essas unhas imundas no sal. Quero o divórcio! Se soubesse desse teu jeito asqueroso teria dito não para o padre no dia do casamento.

– Tudo bem Inês. Se você quer o divórcio por causa dessa besteira, vou te dar o divórcio.

Um mês depois estavam divorciados. Cada um foi para seu canto e após as praxes da separação nunca mais se viram.

Luiz Miguel logo conheceu Valdirene e namoraram por quase um ano. Noivaram e ficaram por dois anos juntando dinheiro para financiarem uma casinha juntamente com a mobília e o enxoval.

Finalmente se casaram e após voltarem da Lua de Mel em Canoa Quebrada puderam estar enfim à sós na nova casa.

– Luiz Miguel, o que você está fazendo?

– Ora Valdirene, estou tomando café…

– Você está tomando café num copo de massa de tomate ao invés de xícaras Luiz Miguel?

– E daí? Só tem a gente em casa mesmo…

– Coisa mais feia do mundo… quero o divórcio!

– Por Rodrigo Alves de Carvalho

 

Fonte

*Rodrigo Alves de Carvalho nasceu em Jacutinga (MG). Jornalista, escritor e poeta possui diversos prêmios literários em vários estados e participação em importantes coletâneas de poesia, contos e crônicas. Em 2018 lançou seu primeiro livro individual intitulado "Contos Colhidos" pela editora Clube de Autores.



Categorias: ARTIGO


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá! Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?