segunda, 20 de janeiro de 2020

GERAL

Moradores do bairro mariana exigem 100% de saneamento básico

20/11/19 16:59

Porto Velho, RO – Com índices assustadores de vulnerabilidade social e pessoal, moradores do bairro Mariana, Zona Leste da Capital, ainda se ressente com a falta de saneamento básico e obras estruturais sob a responsabilidade do município.

Apesar da boa aparência, até agora, apenas cerca de 30% das vias centrais foram asfaltadas com alguma possibilidade de ter rede de esgotamento sanitário e descarte de águas pluviais. Em todo caso, segundo moradores da Avenida Petrolina, ‘o asfalto chegou, mas, os moradores não foram contemplados 100%’.

Diante desse triste histórico, o bairro concentraria ao lado dos vizinhos Socialista, São Francisco, Aírton Sena e Ulysses Guimarães índices alarmantes de pessoas em situação de risco social, de acordo com entendimento de lideranças locais. O ponto alto dessa situação, segundo eles, seria a questão da saúde, educação e segurança.

Nesses três itens a deficiência é muito grande, admite indignada a presidente da Associação Beneficente de Voluntários e Amigos do Bairro Mariana (ABVAM), Irmã Cleonice. Segundo ela, ‘nossas estimativas de melhorias futuras ao que parece só nos chegará com 100% de saneamento, com a construção de novas escolas, contratação de mais médicos, reposição permanente de remédios nos postos de saúde, mudança da frota de ônibus, 100% na iluminação pública, bem como, equilíbrio do estado de insegurança’.

Imagem Divulgação

Afora a listagem nominal desses problemas, muitos dos quais já foram levados ao conhecimento das autoridades, porém, a população local continua enfrentando dificuldades, além do forte clima de insegurança quanto a não regularização dos imóveis, a exemplo do que ocorre com a maioria dos bairros da cidade. Sobre o assunto, a maioria quer esquecer o que disse o ex-governador Confúcio Moura e seus colaboradores: ‘No meu governo, definitivamente, o Estado vai resolver a questão fundiária do povo do bairro Mariana’.

Eleito senador da República, deu lugar ao sucessor Daniel Pereira, e de lá para cá, lembrou Irmã Cleonice, ‘fomos informados que o dinheiro que teria vindo do Governo Federal voltou pra Brasília por falta de interesse do Governo de Rondônia, à época’.

Com problemas nos quesitos mencionados por Irmã Cleonice e outros moradores, mesmo com a falta de 100% de saneamento e melhorias anunciadas em período eleitoral por políticos eleitos (vereadores, prefeitos, deputados, senadores e governadores), desde sua criação, o bairro Mariana se arrasta em busca de mínimas melhorias advindas do poder público. E, até agora, ‘nada’, ironizaram moradores das Ruas Ataúlfo Alves e Eça de Queiroz.

Na questão da segurança alimentar, a presidente da ABVAM Irmã Cleonice, vai mais além e afirma que, ‘a falta de alimentos nos lares das famílias pobres e extremamente pobres puxa para cima os indicadores de vulnerabilidade social e pessoal’. Sobre essa medição, o Município e o Estado não foram capazes, até agora, de realizarem um censo específico sobre o número de famílias que, verdadeiramente, não tem alimentos para uma refeição diária’, completou.

Com dificuldades, ao longo de muitos anos, com a ajuda de comerciantes locais, amigos e voluntários que com suas colaborações esporádicas, vem sendo possível a ABVAM oferecer, por duas vezes ao mês, a distribuição de sopas caseiras, um projeto social tocado pela entidade ao menos cinco anos.

Conforme declarou Irmã Cleonice, com uma população acima de 35 mil habitantes, o bairro Mariana, entre os 519.531 de Porto Velho (IBGE/2018), ‘é um dos mais esquecidos pelo poder público’. O bairro é o corredor principal de acesso ao Tancredo Neves, JK I e II, Socialista, Residencial Orgulho do Madeira, São Francisco, Parque Amazônia, Aírton Sena, Marco Freire e Ulysses Guimarães, ligando a BR-364.

 

Fonte

da Redação/CNR | Por Xico Nery



Categorias: GERAL


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá! Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?