sábado, 28 de março de 2020

INTERNACIONAL

Cuba recebeu solicitação de mais de 15 países para a compra do medicamento Interferon Alfa 2B, utilizado pela China no combate ao novo coronavírus.

25/03/20 22:08

Cuba recebeu solicitação de mais de 15 países para a compra do medicamento Interferon Alfa 2B, utilizado pela China no combate ao novo coronavírus.

O embaixador de Cuba em Moscou, Gerardo Peñalver, informou que Havana recebeu pedidos de mais de 15 países para adquirir a droga Interferon Alfa 2B, desenvolvida na ilha.

“Até o dia de hoje recebemos pedidos de mais de 15 países para comprar o medicamento, o que é um reconhecimento do desenvolvimento biotecnológico do nosso país”, declarou o embaixador.

Peñalver lembrou que o medicamento foi utilizado com êxito na China para conter a pandemia do novo coronavírus.

O Interferon Alfa 2B é um medicamento terapêutico, e não uma vacina. Interferons são moléculas produzidas pelo corpo humano contra ataques virais. A medicação busca aumentar a capacidade do sistema imunológico de reagir ao coronavírus.

A medicação cubana é normalmente aplicada de forma injetável, mas na China está sendo aplicada por inalação, uma vez que o método permite atingir os pulmões do paciente no estágio inicial da infecção, informou a AFP.

Além da produção doméstica em Cuba, a medicação é produzida por uma joint-venture binacional sino-cubana instalada no país asiático.

Fonte

Sputnik Brasil



Categorias: INTERNACIONAL


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá! Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?