sábado, 28 de março de 2020

Brincadeiras entre pais e filhos

09/03/20 15:13

Atualmente é inegável, como comprovam educadores e psicólogos, entre outros profissionais, a importância do brincar no desenvolvimento social, emocional e cognitivo das crianças. No entanto, alguns pensam que essa atividade se restringe a elas, quando, na verdade, os adultos podem, e devem, participar desse universo

Esse envolvimento não só estreita laços afetivos entre pais e filhos como também aumenta o interesse e a motivação da criança, pois o momento lúdico propicia uma interação proveitosa para ambos, já que o adulto pode auxiliar a criança a lidar com algumas emoções, como a frustração da derrota, assim como estimulá-la propondo problemas que demandam soluções.

Selecionar onde se brinca, com quais brinquedos e de que maneira é uma ação que a criança tende a realizar sozinha, mas os pais podem participar no sentido de proporcionar ambientes enriquecedores da imaginação e das possibilidades de interação sociais com familiares, crianças conhecidas e desconhecidas.

Se brincar socializa, seja por meio da música, do corpo, do gesto e da escrita, também desempenha um papel essencial no sentido de mostrar a importância de saber partilhar, cooperar com o outro, comunicar-se e relacionar-se em diferentes situações, desenvolvendo respeito a si mesmo e ao outro, num processo que auxilia a autoimagem e a autoestima.

  • Por Oscar D’Ambrosio



DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
PUBLICIDADE
×

Olá! Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?