segunda, 17 de fevereiro de 2020

GERAL

2020 promete ser um ano especial para o poker do Norte

20/01/20 15:12

Caio Hey (foto) é o principal jogador da região

A nova década que começa apresenta novas possibilidades e desafios para o esporte na região Norte. Entre as modalidades mais promissoras para os próximos anos, o poker certamente se destaca no topo.

Nos últimos anos, os jogos de poker se popularizaram bastante no Norte e há alguns competidores da região que estão situados entre os melhores jogadores de todo país.

Com direito a campeões nacionais e destaque até mesmo fora do país, são vários os motivos para se animar com o 2020 do poker nortista.

Os melhores jogadores da região

Parte do que faz o ano do poker do Norte tão promissor em termos de expectativas são os seus principais jogadores e há vários deles que se destacam nacionalmente.

Entre os esportes que fazem bem para a mente, o poker está entre os principais e se trata de uma modalidade em que o sucesso vem através da técnica e estratégia — e o lado prático é muito bem dominado pelos nortistas.

O mais famoso da região no cenário nacional é certamente Caio Hey. O competidor de Rondônia já tem um currículo extensivo nos principais torneios de poker do país e com resultados expressivos por anos a fio.

O nome de Caio no poker nacional já é conhecido há pelo menos dez anos e os seus feitos o tornaram um jogador respeitado por todo Brasil. O seu melhor ano profissional veio recentemente.

Em 2018, o jogador de Rondônia ficou com a segunda colocação do Brazilian Series of Poker, o BSOP. Reconhecido oficialmente como o Campeonato Brasileiro de Poker mais famoso do Brasil, esse circuito é protagonizado pelos melhores competidores da América Latina e Caio está no topo.

Naquele ano, Caio só perdeu o título do Campeonato Brasileiro de Poker para Saulo Sabioni. Na ocasião, o jogador de Mato Grosso do Sul garantiu o título apenas na última etapa do circuito.

Outra grande temporada que ficou marcada na carreira de Caio aconteceu em 2014, quando ele foi o campeão do Evento Principal do Campeonato Brasileiro de Poker. Na ocasião, o torneio também foi válido pelo Latin American Poker Tour (LAPT), o que realçou ainda mais a conquista do competidor. Dois anos mais tarde, ele venceu de novo, só que desta vez em Punta del Este.

Em 2019, em vez de focar tanto na disputa do Campeonato Brasileiro como em outras temporadas, Caio focou mais em competições internacionais de altíssimo prestígio.

Em janeiro, o jogador viajou até às Bahamas para jogar um evento de muito destaque que contou com a participação dos melhores competidores do planeta. Já em maio, foi a vez do atleta de Rondônia ir até o Canadá para jogar outro torneio de alcance global.

Entre os meses de junho e julho, Caio mais uma vez marcou presença no World Series of Poker (WSOP). Maior circuito de cartas do planeta, a competição deste ano viu milhares de competidores lutarem pela glória maior do poker mundial.

Apesar de não ter conquistado nenhum título no World Series of Poker, o rondoniense fez bonito com algumas atuações impressionantes que lhe renderam boa premiação.

Para 2020, é provável que Caio siga disputando torneios de alto calibre pelo Brasil e no mundo. Perto do auge de sua carreira, ele é sem dúvida um dos maiores nomes do poker nacional.

Outro jogador do Norte que merece muitos louros é Ângelo Neto. Assim como Caio, Ângelo também já venceu um Evento Principal do Campeonato Brasileiro de Poker — conquista que veio em 2017.

Na ocasião, Ângelo foi campeão de uma etapa realizada em São Paulo que contou com mais de 1.500 competidores no feltro. O título fez com que o amazonense festejasse mais uma vez na capital paulista.

Anos antes, o jogador foi campeão com a seleção de Amazonas no Campeonato Brasileiro de Poker por Equipes (CBPE) — competição que reúne as principais seleções do país em busca do torneio mais prestigiado do poker em equipes do país.

Com aquela conquista do Evento Principal do Campeonato Brasileiro de 2017, Ângelo somou o total de R$ 232 mil em sua conta bancária, o que representa até hoje a maior premiação de sua carreira.

Ângelo comemorando a sua conquista

Mais um jogador do Norte que já venceu uma etapa do Campeonato Brasileiro é Tiago Magalhães. De Rondônia, ele conquistou o seu grande momento no esporte em 2018, quando foi campeão de uma etapa também realizada em São Paulo.

Tiago, que não é considerado um profissional na modalidade, leva o poker de maneira recreativa e a vitória nesse torneio provou mais uma vez que esse esporte é palco de surpresas agradáveis.

Mirando o futuro: objetivos do poker nortista

Para 2020 em diante, o poker nortista tem alguns objetivos a serem cumpridos, como a chegada do Campeonato Brasileiro de Poker a uma cidade da região.

Em 14 edições desse circuito, nenhuma cidade ainda teve a honra de sediar um evento e isso certamente mudará na nova década. Com uma possível chegada de uma etapa do Campeonato Brasileiro de Poker no Norte, a região pode ganhar ainda mais prestígio nessa modalidade.

Outro objetivo que seria sensacional caso cumprido para o poker nortista é o título de algum jogador da região no World Series of Poker. Todos os anos vários competidores de Estados como Rondônia e Amazonas disputam as etapas em Las Vegas.

Caio Hey geralmente é o mais próximo de conseguir, visto que ele frequentemente participa dos principais torneios do circuito. Como a região Norte tem alguns dos melhores jogadores do Brasil, não seria uma surpresa caso algum competidor nortista conquiste o bracelete.

Vale ressaltar que o Brasil já tem seis títulos do World Series of Poker, os quais foram conquistados por Alexandre Gomes, André Akkari, Thiago Decano, Roberly Felício, Murilo Figueredo e Yuri Martins.

Os últimos títulos do Brasil nesse circuito vieram em 2019, com as vitórias individuais de Murilo e Yuri.



Categorias: GERAL


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá! Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?