segunda, 25 de março de 2019

LADROEIRA

Corrupção no Conselho de Odontologia de Rondônia cresceu 349% em 4 anos

13/03/19 10:37

Corrupção no CRO teria começado em 2015, segundo PF. Em 2018, ano com mais desvios, antiga diretoria desviou R$ 60 mil em um único mês.

Os desvios de verbas dentro do Conselho de Odontologia de Rondônia (CRO-RO) aumentaram 349% nos últimos quatro anos e chegaram a R$ 358 mil em um único ano, segundo revelou a Polícia Federal (PF) nesta terça-feira (12). Desde as primeiras horas da manhã a PF cumpre mandados de busca e apreensão em Porto Velho e Cacoal (RO), através da operação “Diarista”.

Conforme aponta a PF, os desvios no CRO-RO começaram no ano de 2015. Inicialmente eram desviados, através da antiga presidência, valores a partir de R$ 2 mil ao mês, chegando até R$ 8,8 mil em um mês. Ao todo, em 2015, foram desviados R$ 79.700,00.

O dinheiro desviado pelos ex-dirigentes era obtido por meio das contribuições pagas pelos profissionais da área odontológica, vinculados ao próprio CRO.

A operação da PF aponta que, depois de 2015, os desvios cresceram gradativamente dentro do Conselho. Em janeiro de 2016, por exemplo, foram retirados ilegalmente R$ 11.600 e em dezembro do mesmo ano chegou ao primeiro recorde: R$ 49.200,00 desviados.

O novo pico nos desvios ocorreu em agosto de 2018, atingindo o recorde histórico nas retiradas clandestinas: R$ 60.795,00 em um único mês.

Segundo a PF, 2018 foi o ano em que mais ocorreu corrupção no CRO-RO. Ao todo, foram desviados R$ 358.495,00 em 2018, ante R$ 79.700,00 de 2015, um crescimento de 349%.

Nos últimos quatro anos, novembro e dezembro de 2018 foram os únicos meses sem registros de desvios nos caixas do Conselho. Desde 2015, somando todos os valores, foram retirados R$ 885 ilegalmente das contas do CRO.

Veja a movimentação ilegal no CRO-RO, mês a mês

Mês       2015      2016      2017      2018

Janeiro R$ 8.500,00         R$ 11.600,00      R$ 13.300,00      R$ 21.000,00

Fevereiro            R$ 4.500,00         R$ 8.400,00         R$ 18.000,00      R$ 37.000,00

Março   R$ 2.600,00         R$ 15.100,00      R$ 30.600,00      R$ 37.500,00

Abril      R$ 6.810,00         R$ 6.400,00         R$ 21.000,00      R$ 30.000,00

Maio     R$ 7.510,00         R$ 10.200,00      R$ 26.500,00      R$ 28.700,00

Junho   R$ 6.500,00         R$ 9.600,00         R$ 24.500,00      R$ 31.500,00

Julho     R$ 8.200,00         R$ 12.400,00      R$ 17.500,00      R$ 24.500,00

Agosto R$ 7.880,00         R$ 4.000,00         R$ 21.000,00      R$ 60.795,00

Setembro           R$ 8.800,00         R$ 16.000,00      R$ 24.500,00      R$ 45.500,00

Outubro              R$ 6.800,00         R$ 23.900,00      R$ 21.000,00      R$ 42.000,00

Novembro         R$ 7.600,00         R$ 16.800,00      R$ 21.000,00      R$ 0,00

Dezembro          R$ 4.000,00         R$ 49.200,00      R$ 21.000,00      R$ 0,00

Além dos sete mandados de busca e apreensão cumpridos em Porto Velho e Cacoal, estão previstos o sequestro de bens dos investigados, visando o ressarcimento ao Conselho Regional de Odontologia e também a identificação do destino dos valores desviados.

Os ex-diretores do Conselho podem responder pelos crimes de peculato, associação criminosa e falsidade ideológica, com penas que, se somadas, podem chegar a 20 anos de reclusão.

Fonte

G1 – RO - Foto: Pedro Bentes/G1 www.rondoniaempauta.com.br/nl/policial/corrupcao-no-conselho-de-odontologia-de-ro-cresceu-349-em-4-anos-mais-de-r-350-mil-foram-desviados-so-em-2018/



Categorias: CORRUPÇÃO


Deixe um comentário

avatar
  Se inscrever  
Notificação de