sexta, 20 de setembro de 2019

NOVOS TEMPOS: ASSEMBLEIA ESCANCARA RELAÇÕES COM EMPRESÁRIOS E ECONOMIZA 30 MILHÕES DE SUAS VERBAS EM APENAS 90 DIAS

04/06/19 11:51

Sergio Pires*

Há sim mudanças importantes no Brasil quando chegamos perto da terceira década do século 21, desesperado por encontrar novos rumos, mais Justiça em todas as áreas; mais  transparência, mais respeito pelo dinheiro publico; menos, muito menos corrupção. As transformações vêm acontecendo aos poucos, mas vem acontecendo! E surgem graças às instituições, mas principalmente às pessoas, às novas mentalidades, aos que, chegando ao poder, o fazem em nome das causas públicas. Os maus exemplos ainda existem, é claro e as provas disso estão todos os dias aí, pela mídia, já que as más notícias são sempre muito mais ampliadas dos que as boas. Quando ações positivas aparecem ao público, entre o emaranhado de denúncias, más gestões e problemas, é porque são realmente importantes, ao ponto se superarem o mal que nos cerca. O introito é importante para destacar um desses exemplos positivos, que está acontecendo aqui mesmo, muito perto de nós. Mais um, aliás. Na mesma semana em que o Tribunal  de Contas anuncia que economizou 50 milhões de reais e os doará para a construção do  novo Hospital de Pronto Socorro de Porto Velho, a Assembleia Legislativa dá mostras que as coisas estão se transformado mesmo. E para melhor. E as ações positivas foram comandadas pessoalmente pelo presidente Laerte Gomes.

A primeira delas, inédita, surpreendeu um grupo de perto de 40 empresários,  que têm recursos a receber do Parlamento, por serviços prestados. Numa reunião  convocada por Laerte Gomes, lhes foi  explicado a forma transparente de pagamentos. Todos receberão o que têm direito, dentro dos prazos programados em contrato. Até aí, tudo comum. O surpreendente foi o que disse a mais, durante o encontro: ninguém, em nome da Assembleia, está autorizado a pedir seja o que for a qualquer empresário, que possa representar uma relação não republicana. Mais que isso, pediu que qualquer ação desse tipo seja comunicada a ele, o Presidente, que avisou que denunciará publicamente qualquer ação que não esteja restrita aos limites da legalidade. Deu prá entender, não é? Deixou bem claro que não tem interesse em saber do passado, mas que, daqui para a frente, será assim. Não é de se comemorar? Mas tem mais: em 90 dias, sob a direção do Presidente eleito com 23 dos 24 votos, economizou nada menos do que 40 por cento de toda a verba a que a Assembleia tem direito. Cortou tudo o que podia ser cortado. Resultado: sobraram 30 milhões de reais, que serão destinados a obras como o futuro Pronto Socorro que substituirá o João Paulo II; para o hospital do Câncer da Capital; para o Hospital de Cacoal e muitos outros. A economia continuará, para que sobrem mais recursos no futuro, que serão destinados, via convênios, ao Estado, para beneficiar vários setores da vida do rondoniense. Nesse quesito, estamos mesmo vivendo novos tempos. As ações de Laerte Gomes e da Assembleia acenam sim, que as coisas estão mudando. E para melhor!

DEVOLVENDO ÀS FAMÍLIAS

Fez certo, fez bem! Tem que fazer muito mais vezes. Seguidamente, se possível, para devolver o que é da família para a família porto velhense. A ação policial  no Espaço Alternativo, da noite de sábado à madrugada de domingo, fez uma “limpeza” na área, tirando de lá marginais; prendendo bêbados, abordando mais de 100 veículos, além de 60 motos. Três foram presos, incluindo um foragido. Um traficante também foi pego com a boca na botija. A Lei Seca parou, ainda,  156 carros e 66 motociclistas. Um total de 30 veículos, entre carros e motos foram apreendidos. Ou seja, dos 222 veículos vistoriados ou com algum tipo de problema, incluindo questões com o condutor, quase 14 por cento tinha algum problema. A equipe da Lei Seca realizou testes com o bafômetro em 156 motoristas de carros, 66 motociclistas, houve 16 remoções de veículos e 14 motocicletas; além de 4 prisões por embriaguez ao volante. Só a presença da autoridade policial e do Poder Público, pode recuperar as noites do Espaço Alternativo para as pessoas de bem. Os vândalos, os vagabundos, os que  não prestam, invadiram o local e só devem sair dele pela força. Algemados. Se não respeitam um local como esse, que vão conviver com suas sóciopatias nas cadeias.

A TORTURA E A CRISE NOS PRESÍDIOS

A prisão de três agentes penitenciários, acusados de torturem um preso, cadeirante e doente, ainda por cima, é mais um ato que escancara a situação decadente dos nossos presídios, principalmente os da Capital. A tortura é um  crime hediondo e, pior,  praticado contra uma pessoa deficiente, é algo perto do inacreditável. Muitas das nossas cadeias, já dominadas pelo crime organizado, estão superlotadas, desumanas, sem condições de abrigar tantos presos. Some-se também as questões das constantes fugas  – perto de uma centena, em menos de um mês – com suspeitas, ao menos isso, de que poderia haver algum tipo de fechar de olhos para as escapadas e se terá um quadro cheio de problemas e dificuldades. Claro que o Estado tem parte da culpa, já que há anos o problema existe e não é combatido. Mas, o pior de tudo, ainda, é a preocupação apenas com os direitos humanos dos presos, não os da sociedade. Sem uma mudança profunda nas leis e na mentalidade, o sistema prisional brasileiro caminha, célere, para a explosão. O de Rondônia também…

O FIM DOS PREÇOS ALTOS

No lançamento do Arraial Flor do Maracujá, domingo à noite, no Porto Velho Shopping, a questão dos altos preços cobrados ao público foi novamente destaque. Enquanto se apresentavam o Boi-bumbá Yaporanga; a quadrilha junina Forte Príncipe e a banda musical Locomotiva Ritmada, o secretário Jobson Bandeira voltava a criticar os altos custos dos ambulantes e barraqueiros, citando exemplos de cobranças exorbitantes em anos passados. Exemplificou: “Acabou o tempo dos preços injustos. Uma picanha que custa 50 reais, dentro do arraial custava 120 reais. Eram cobrados 2.900 reais por uma barraca de pastelaria. Isso não vai mais acontecer. Todos pagarão apenas  uma taxa justa para quem vai vender seus produtos na feira. E isso  quer dizer que eles não precisarão repassar altos custos e colocar nos preços do que vão vender à população que frequentar o Arraial. Jobson informou ainda que os valores arrecadados no estacionamento pago da festa será totalmente destinado  a uma instituição filantrópica.

RIBAMAR ESQUENTA A DISPUTA

O ex vereador e ex deputado estadual por três mandatos, Ribamar Araújo, do PR, surge como um nome muito forte, por seu passado político ilibado, para disputar a eleição suplementar em Candeias do Jamari, que ocorrerá dia 7 de julho. Com a cassação do prefeito Luis Ikenohuchi, assumiu interinamente o cargo o presidente da Câmara, Lucivaldo Fabrício de Melo, da Democracia Cristã. Ele também concorrerá à Prefeitura na disputa suplementar. O terceiro nome já confirmado é o de Valteir Queiroz, do PMN, que sai para a disputa com o apoio do presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes. Há várias outras possibilidades de candidaturas, mas ainda não oficialmente definidas.  Ribamar Araújo chegou a pensar em deixar a política. Mas recebeu vários convites insistentes e pedidos de correligionários, para que ele dispute a Prefeitura e coloque, na prática, o que sempre defendeu: lisura com o dinheiro público e zero de corrupção. A disputa em Candeias certamente será  concorrida e quem assumir o cargo, poderá concorrer à mais quatro anos de mandato, em 2020. Tomara que Candeias acerte, enfim, na escolha do seu novo mandatário…..

O SEBRAE AVANÇA COM DANIEL

Num encontro com a imprensa, na manhã dessa segunda, o comando do Sebrae de Rondônia, apresentou  alguns números altamente positivos, de sua atuação apenas nesse ano. O superintendente Daniel Pereira e sua equipe, por exemplo, fizeram mais de 22 mil atendimentos à empresas. Embora receba os mesmos recursos que outros órgãos semelhantes da região (com o Sebrae do Acre), o nosso, de Rondônia, conseguiu prestar serviços ao dobro de organizações empresariais de pequeno e médio porte do que nossos vizinhos. Outros números: 40 mil atendimentos a pessoas físicas e jurídicas; 44 mil horas de consultoria; 10 mil participantes em cursos; 9 mil participantes em capacitação presencial; 4 mil em  mais de 200 oficinas; 21 mil em palestras e seminários.  Com total apoio do Sebrae, pelo menos dez municípios implantaram políticas de desenvolvimento. Outros 9.298 estudantes participaram do projeto de ensino fundamental. A atuação do Sebrae, que tem sido extremamente positiva para o Estado, nos últimos anos, sob o comando do ex governador Daniel Pereira mostra seu potencial e tudo o que ainda pode fazer por nosso Estado. Merece o destaque que tem tido, pelos resultados excelentes que alcança.

A RONGÁS NA MIRA

As privatizações também estão na alça de mira do coronel Marcos Rocha, governador do Estado. Ele tem conversado com autoridades federais e tenta obter apoio e subsídios, para programas nessa área. Já há, inclusive uma primeira estatal que pode ser transferida para a iniciativa privada, a curto prazo: a  Companhia Rondoniense de Gás – RONGÁS, sociedade de economia mista, dotada de personalidade jurídica de direito privado e patrimônio próprio, criada pela Lei 728, de 14 de julho de 1997. Entre suas missões, jamais cumpridas, por óbvio, estava a de promover a produção, importação, aquisição, armazenamento, distribuição, comercialização, transporte e a prestação de serviços correlatos na área de gás natural. Tudo quando se tinha como certo que Rondônia teria seu gasoduto. Nunca teve, provavelmente não o terá tão cedo. Isso se um dia tiver.. Então, essa empresa, sem função pública concreta, pode atuar em outras áreas, dentro de um novo contexto privado Esse assunto foi tratado nesta segunda, num encontro de Rocha com o vice presidente, general Hamilton Mourão. Em breve se saberá mais detalhes do projeto, que pretende privatizar a estatal. Há outras, para uma futura lista…

PERGUNTINHA

O que, na sua opinião, deve ser feito com os dez “dimenor”, estudantes de uma escola pública de Carapicuíba, em São Paulo, que agrediram uma professora e destruíram a sala de aula?

– Por Sergio Pires



DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
PUBLICIDADE
×

Olá!

Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?