sexta, 20 de setembro de 2019

A culpa de cada dia

31/05/19 08:44

Oscar D’Ambrosio*

Você já se sentiu culpado por alguma ação feita no passado? E teve a sensação que seria devotado pelo que fez ou pensou? O filme ‘Bullit County”, dirigido por David McCracken joga novas luzes nesse universo. Embora comece de uma maneira aparentemente comum, sem parecer ter um destino definido, consegue atingir as mais densas dimensões de nossa mente.

O que é aparentemente uma despedida de solteiro por adegas do Kentucky, EUA, se torna a caminhada por veredas interiores, em que há um atropelamento escondido, uma situação de infelicidade permanente, uma ganância insuspeitada e uma sexualidade latente. Esses ingredientes vão se alterando em sua relevância pelas reviravoltas do roteiro.

O contato dos quatro personagens centrais com a população local também é simbólico. Existe a menina negra que se tornou uma moça sedutora e um casal que funciona como guarda de um tesouro enterrado. Esses aspectos que fundem a delicadeza e a violência funcionam como nortes da narrativa, ora mostrando possibilidades de redenção, ora mergulhando no caos.

O ponto mais alto da narrativa está justamente nessa alternância de sentimentos e de percepções. Não há heróis ou vilões. Todos passam de um lado para outro em encruzilhadas permanentes. Cada decisão tem uma consequência. Cada ação traz uma reação – e nem sempre é aquela que se espera. Assim, como a vida, o filme desafia a cada instante.

Por Oscar D’Ambrosio*

*Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.



DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
PUBLICIDADE
×

Olá!

Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?