domingo, 18 de agosto de 2019

Artigo

Programadores são os novos deuses?

12/03/19 07:36

Já passou a o tempo de e arte discutir a existência ou não de Deus. A questão parece ter sido superada pelos radicalismos extremistas do sim e no não que estão tomando conta da sociedade. Por isso, o filme “Calmaria”, dirigido por Steven Knight, deve ser visto com renovados olhos curiosos.

A questão que ele coloca é outra: seriam os deuses programadores de computadores? A pergunta ganha sentido numa trama em que somos enganados o tempo todos, pois acredita-se inicialmente que o tema central seja aluta de um homem para pescar um enorme peixe, tema aliás recorrente na literatura universal.

Logo em seguida, pensa-se que o assunto é um caso e amor entre o pescador é sua antiga namorada, com quem gerou um filho antes ir para a Guerra do Iraque. Mas percebe-se que a dramaturgia é conduzida por esse menino, que acabará por assassinar o padrasto, que bate e humilha sua mãe constantemente.

É esse menino que ergue universos paralelos em seu computador, programando e estabelecendo as mais variadas situações, com reviravoltas constantes e nuances de personalidade aparentemente inconsistentes, mas que podem ser interpretadas justamente por serem fruto de uma mente adolescente. Seria esse menino um novo Deus a adorar?

Fonte

Oscar D'Ambrosio * *Oscar D'Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.



Categorias: ARTIGO


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá!

Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?