quarta, 23 de outubro de 2019

ROUBO

Prefeitura e a polícia ainda não desvendaram furto espetacular da escavadeira automática SEMAGRIC  

26/07/19 16:30

Porto Velho, RO – Continua um grande mistério o furto de uma escavadeira automática comprada pelo governo do Estado e repassada ao município através de convênio com a secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEMAGRIC).

O caso ocorreu na gestão do atual Secretário Adjunto, Francisco Evaldo de Lima, que, à época, registrou a ocorrência policial. O equipamento desapareceu, misteriosamente, do pátio de uma fazenda ao longo da estrada do Cujubim Grande a 20 km da Capital e até o momento não foi encontrada pelas autoridades.

Apesar das buscas já terem consumido dezenas de horas de voos de helicóptero sobre a região da Grande Porto Velho e Sul do Amazonas, ‘a escavadeira automática modelo News Holland, avaliada, agora, em mais de R$ 1,2 milhão, continua em lugar incerto e não sabido’, revela autoridade municipal junto ao gabinete do prefeito.

O equipamento, segundo um profissional de Comunicação lotado na SEMISB (Secretaria Municipal de Infra-estrutura e Serviços Básicos), teria sido enviada ao Distrito de Cujubim e era usado na correção de pontos críticos em vicinais, ramais e abertura de tanques de peixe em atendimento a piscicultores e produtores ligados ao agronegócio rural.

A escavadeira não teve o mesmo destino que um trator de esteira da marca Komatsu, modelo D-51, também furtado da secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEMAGRIC). No primeiro caso, a escavadeira (comumente chamada de PC ou Moto-niveladora), não era monitorada, como na gestão passada. No outro caso, – o trator -, o logo foi encontrado, graças ao sistema de monitoramento.

Assim como a Fênix, provavelmente a escavadeira tenha criado asas vibrantes e tenha voado para bem longe.

A empresa que fazia a vigilância e o monitoramento das maquinas e equipamentos da patrulha mecanizada do município, logo que o prefeito Hildon Chaves assumiu a Prefeitura, teve o contrato cancelado e não renovado, o que teria ajudado a Polícia   localizar o equipamento.

A escavadeira automática foi adquirida pela secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEMAGRIC) por convênio firmado entre o município e o Estado por meio do Fundo de Infraestrutura, Transporte e Habitação (FITHA). À época, O equipamento foi avaliado em mais de R$ 600 mil e hoje, gira em torno de R$ 1,2 milhão.

Com o sumiço misterioso do equipamento e a falta de manutenção de outros que compõem a patrulha mecanizada da SEMAGRIC, uma grande parte de pequenos e  médios produtores ligados à agricultura familiar ficaram sem assistência técnica e serviços para os quais a PC foi destinada, antes do furto espetacular do pátio de uma fazenda onde estava guardada.

De acordo com o que investigadores particulares disseram sobre o caso ao CORREIO DE NOTICIA, ‘a tendência natural, à época, seria que o equipamento tivesse sido transportado a lugares de fazenda no sul do Amazonas (Humaitá, Lábrea, Manicoré, Novo Aripuanã e Apui).

– Essa hipótese fora descartada para, ganhar corpo, a possibilidade de a terem furtado sob encomenda a narcotraficantes ou fazendeiros da Província da Bolívia em transação de cocaína, como no caso dos carros roubados em Rondônia e Acre.

Porém, o prefeito Hildon Chaves, até esse momento ainda não ofereceu respostas plausíveis sobre o caso. Contudo, sabe-se que, ‘não é de hoje que máquinas, equipamentos, acessórios, combustíveis e insumos agrícolas seriam furtados da SEMAGRIC em canteiros de obras administrados pelo município.

Fonte

Redação/CNR | Por Xico Nery



Categorias: ROUBO


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá! Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?