terça, 20 de agosto de 2019

JUSTIÇA

Vereador preso por Rachadinha em buritis pode ser expulso do partido e ter direitos políticos suspensos

17/07/19 21:54

Porto Velho (RO) – Denunciado por protagonizar a famosa ‘rachadinha’ a partir da divisão de salários de servidores municipais que indicava à Prefeitura, o vereador Ronen Alves Gomes (PSC-Buritis), a 329 quilômetros da Capital Porto Velho, foi preso pela Operação Pedágio da Polícia Civil de Monte Negro.

A operação foi deflagrada no dia 2 de abril e motivou a expedição de dois mandados de busca e a apreensão, resultando na prisão do vereador do mesmo partido do prefeito carioca, Marcelo Crivella, do Rio de Janeiro. E presidido nacionalmente pelo pastor Everaldo Pereira, aliado do presidente Jair Bolsonaro.

‘Rony do Hospital’, como é conhecido na pequena cidade de Buritis de pouco mais de 32.383 mil habitantes, foi preso durante a operação sem oferecer resistência. Ele foi levado ao presídio local, porém, após pagar fiança foi liberado para responder o processo em liberdade. Contudo, teve o mandato cassado pela Câmara por 7 votos favoráveis e 4 contrários.

A Operação Pedágio, da Polícia Civil, apurou que o ex-vereador do PSC ficava com parte do salario de servidores que indicara para a Prefeitura. Ao menos três pessoas em cargos comissionados teriam sido ‘achacados’ por ele no esquema conhecido como ‘rachadinha’, muito utilizado por parlamentares que se apropriam de parte dos salários de pessoas que indicam ao gabinete e ao serviço público.

Solto e cassado, o ex-vereador tenta reaver o mandato e ao mesmo tempo anular a condenação na Justiça local. Para isso, contratou o advogado Sidney Gonçalves Correia. Segundo disse à imprensa local, ‘meu cliente tentará junto à Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), da Câmara, reverter à situação no Legislativo’.

Num segundo momento, na Justiça, pretende recorrer da decisão e obter a anulação de uma suposta condenação ao seu cliente. Enfim, caso prevaleça à decisão da Câmara, como na Justiça, de acordo com fontes do PSC na Capital Porto Velho, o ex-vereador ‘Rony do Hospital’ poderá ser expulso da legenda com a iminente possibilidade de ter seus direitos políticos suspensos por 6 a 8 anos.

Fonte

Da Redação/CNR



Categorias: OPERAÇÃO


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá!

Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?