quinta, 18 de julho de 2019

ESPORTE

Com jogo no Maracanã e transmissão na Fan Fest, PM do Rio terá reforço

18/06/19 10:42

Os esforços da Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro em torno da segurança da Copa América serão redobrados hoje (18). De um lado, o Maracanã recebe pela segunda vez uma partida da competição: o confronto entre Bolívia e Peru, marcado para as 18h30. De outro, a Fan Fest reunirá torcedores que acompanharão pelo telão, a partir das 21h30, a partida da seleção brasileira. A equipe comandada pelo técnico Tite entrará em campo contra a Venezuela no estádio da Fonte Nova, em Salvador.

Conforme informou em nota a Secretaria de Estado de Polícia Militar, os dois locais que receberão torcedores da Copa América terão o policiamento intensificado. “No Maracanã, policiais militares do Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios (Bepe) atuarão no interior da arena. O patrulhamento na área externa envolverá o 6º Batalhão da Polícia Militar (Tijuca), o Batalhão de Ações com Cães (BAC), o Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e o Regimento de Polícia Montada (RPMont)”, diz a pasta.

Também haverá ação intensificada do Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer) nos ramais ferroviários, uma vez que trem e metrô estão entre os principais modais de acesso ao Maracanã. O metrô vai aumentar o número de viagens e antecipar o início do funcionamento usual para o horário de pico. A Supervia também terá trens extras para atender os torcedores. Ao término do jogo, serão oferecidas mais viagens em complemento à programação normal.

Os portões do Maracanã serão abertos três horas antes de cada jogo e a recomendação da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), que organiza a competição, é para que os torcedores se desloquem ao estádio com antecedência. O público estimado pela prefeitura é de 35 mil. No entanto, essa também era a expectativa em relação ao primeiro jogo da Copa América disputado no Maracanã. O confronto entre Paraguai e Catar, no domingo (16), acabou atraindo pouco mais de 19 mil torcedores.

Além da patrulha em solo nos arredores do estádio, a PM fará ainda um monitoramento aéreo com o Grupamento Aeromóvel (GAM). O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) poderá atuar em caso de acionamento. Na região central da cidade, 160 policiais estão destacados para atuar nos dias de evento esportivo.

Na região central, a demanda maior é para o Boulevard Olímpico, localizado na Praça Mauá, e no seu entorno. No local, foi instalado o telão da Fan Fest, no qual todos os jogos da Copa América são transmitidos. Músicos também se apresentam nos dias de jogos do Brasil e em partidas decisivas da segunda fase. Hoje, o cantor Thiago Martins subirá no trio elétrico estacionado na praça. O show é previsto para as 19h30, antes de a bola rolar para a seleção brasileira.

Como medida preventiva, as forças de segurança farão um esforço contra o uso de embalagens de vidro na Fan Fest. Os ambulantes cadastrados e treinados foram instruídos a não comercializar nenhum produto em vidro. Em caso de descumprimento, eles poderão ser punidos. O público também está sendo orientado a não levar material de vidro à Fan Fest.

Integração
A PM lembra que sua atribuição é fazer o policiamento no perímetro das instalações, e que as responsabilidades relacionadas à segurança pública estão sendo compartilhadas com outros órgãos. O esquema para a Copa América foi elaborado de forma integrada. Foram levadas em conta as experiências na Copa das Confederações de 2013 e na Copa do Mundo de 2014.

A Guarda Municipal contará com 4.275 agentes, 339 viaturas e 33 motos. A Polícia Civil instalou uma delegacia móvel no interior do Maracanã. Ela irá atender a ocorrências do entorno do estádio. Por sua vez, a 20ª Delegacia de Polícia (Vila Isabel), a mais próxima do estádio, vai atuar como Central de Flagrantes Extraordinária, registrando qualquer crime que esteja fora da competências do Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos. Até o fim do evento, no dia 7 de julho, diversas delegacias espalhadas pela cidade também funcionarão com reforços.

Há uma atenção especial para o jogo entre Chile e Equador, também da primeira fase da competição, que ocorrerá no Maracanã no dia 24 de junho. Segundo informou na semana passada Rodrigo de Castro, subsecretário de Promoção de Eventos da Prefeitura do Rio de Janeiro, já haviam sido vendidos 38,9 mil ingressos para esta partida e a estimativa é de um público de 60 mil.

“Houve na Copa do Mundo de 2014 uma invasão do Maracanã, provocada por torcedores chilenos. E mais recentemente, o episódio da briga dos torcedores de Flamengo e Peñarol. A torcida de um clube, porém, é diferente da torcida de uma seleção. Então acreditamos que não tenhamos nenhuma ação tão pesada quanto aquele episódio. E estamos tomando todas as precauções. Esse tipo de episódio não irá acontecer. Todas as pessoas, independentemente de onde venham, são bem-vindas ao Rio e vamos recebê-las todas da melhor maneira”, disse Rodrigo de Castro, durante a apresentação do esquema de segurança da prefeitura.

Monitoramento
O citado conflito entre torcedores do Flamengo e do clube uruguaio Peñarol ocorreu em abril deste ano, quando as duas equipes se enfrentaram no Maracanã pela Copa Libertadores. Um briga ocorrida em Copacabana, na zona sul do Rio, resultou em dezenas de detidos.

De acordo com a prefeitura, os locais onde existe a possibilidade de encontro de torcedores serão monitorados. Assim como ocorreu na Copa do Mundo de 2014, Copacabana costuma atrair torcidas dos mais diversos países que por lá se reúnem durante o dia. Além disso, há previsão de que seleções se hospedem na região, o que atrai a mobilização de torcedores. São quatro hotéis que receberão os jogadores: o Hilton, na Barra da Tijuca e em Copacabana, e o Windsor, na Barra da Tijuca e no Leme.

A Secretaria de Operações Integradas do Ministério de Justiça, que também compõe o esforço integrado, participa de análises de inteligência, nas quais são levantados dados para mitigar os riscos envolvendo torcedores como os chamados barra bravas, que têm algum histórico de violência. A pasta também liberou credito suplementar para reforço das ações da Copa América. Foram assegurados R$ 18 milhões para diárias de policiais militares das cinco cidades-sede, de modo a reforçar o efetivo.

Fonte

Agência Brasil | Leo Rodrigues



Categorias: ESPORTE


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá!

Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?