segunda, 21 de outubro de 2019

ZFM

SUFRAMA integra missão na Coreia do Sul

22/05/19 10:15

A convite do Ministério da Economia, a SUFRAMA integra, até o próximo dia 25, uma missão institucional na Coreia do Sul, com o intuito de conhecer o ambiente de inovação no âmbito do programa denominado Knowledge Sharing Program (KSP). A missão é financiada pela Agência de Promoção Comercial e de Investimentos da Coreia (KOTRA) e conta com dez participantes de órgãos do governo e da iniciativa privada, em reciprocidade à ocorrida em fevereiro deste ano no Brasil, quando representantes de instituições coreanas estiveram visitando os Ministérios da Economia e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e centros brasileiros de Inovação.

A primeira atividade da missão, ocorrida na última sexta-feira (17), foi um seminário na Universidade Nacional de Seul (SNU), considerada a de maior prestígio no país. Fundada em 1946, a SNU teve papel de destaque na reconstrução do país após a guerra da Coreia e hoje conta com 17 mil alunos de graduação e 11 mil de pós-graduação. O seminário ocorreu no Centro Global de Pesquisa, Desenvolvimento e Negócios (GRC), divisão de pós-graduação com alunos de 42 países diferentes, sendo conduzido pelo coordenador, o professor Doutor Kwiyeng Kwong.
Kwong discorreu sobre o sistema de inovação coreano, as políticas de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) praticadas e teceu um comparativo com a situação do Brasil. “Segundo seu entendimento, nosso país tem um orçamento suficiente para o tema e instituições consolidadas, elogiando ainda a qualidade dos nossos profissionais de tecnologia da informação. Por outro lado, destacou o baixo investimento feito pelo setor privado e a concentração do conhecimento no estado de São Paulo”, explicou o técnico da SUFRAMA, Flavio Ramos, que representa a Autarquia na missão.
Durante o seminário também foram discutidas questões relacionadas às políticas públicas para promoção de P&D com base na experiência coreana. “A partir dos debates, ficou claro o entendimento do governo da Coreia de que, para continuar na liderança, o país precisa de diversidade de ideias, abordagens e soluções. Neste sentido, está implementando uma estratégia de atração com pesquisadores de outros países para o GRC, bem como estabelecendo parcerias para troca de conhecimento com instituições estrangeiras, seguindo um modelo similar ao empregado no Vale do Silício nos EUA”, observou Ramos.
Ao final do evento, os participantes visitaram as instalações da Universidade e foi entregue ao Dr. Kwang material institucional sobre o modelo Zona Franca de Manaus.

Fonte

Texto: Layana Rios



Categorias: GERAL


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá! Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?