sábado, 17 de agosto de 2019

MALANDRAGEM

 “Jeitinho brasileiro” para investigar presidente da Câmara por usar cargo para obter vantagens em Cacoal

15/05/19 08:03

O Ministério Público de Rondônia (MP) instaurou inquérito civil para investigar denúncia de uso do cargo político/público e possível prática de assédio moral por parte de Valdomiro Corá, presidente da Câmara de Vereadores de Cacoal.

A promotora de justiça, Karine Ribeiro Castro Stellato, instaurou o procedimento no último dia 8, mas só nesta terça-feira, que foi publicado no Diário Oficial Eletrônico.

Conforme a denúncia, Corazinho, como é conhecido, estaria utilizando das prerrogativas e prestígio do cargo para tratamento diferenciado no Serviço de Água e Esgotos de Cacoal (SAAE).

Nas acusações, constam a obtenção de parcelamentos de seus débitos em números de parcelas não oferecidas aos demais cidadãos; o acesso direto aos servidores com poder decisório da entidade, sem o respeito à ordem de atendimento e a instaurações dos procedimentos administrativos regulares, para a resolução de problemas particulares (pessoais e de terceiros);

Ainda, ele é acusado de querer recálculos para a minoração das taxas sem motivação idônea e o adequado procedimento administrativo para si e terceiros; acesso às instalações da autarquia, na qualidade de pessoa física, sem a devida identificação na portaria, ofendendo servidores que lhe exijam o procedimento de entrada nas instalações da autarquia solicitado a todos os cidadãos.

Ao instaurar o inquérito, a promotora citou em suas considerações a expressão “jeitinho brasileiro”, o que, para ela, reflete uma “zona cinzenta moral”, em que, a depender das circunstâncias, condutas normalmente tidas como erradas passam a ser vistas como certas ou, ao menos, como toleráveis.

A promotora cita denúncia informando que Corá possui elevados débitos no SAAE e que um servidor foi retirado da entidade por não reconhecer os privilégios que outrora foram concedidos ao parlamentar.

Karine Stellato determinou a notificação de duas testemunhas para que as mesmas sejam ouvidas na próxima terça-feira, 21, a respeito do caso.

Fonte

www.extraderondonia.com.br/2019/05/14/promotora-cita-jeitinho-brasileiro-para-investigar-presidente-da-camara-por-usar-cargo-para-obter-vantagens-em-cacoal-leia-inquerito/



Categorias: Sem categoria


DEIXE SEU COMENTÁRIO
Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site CORREIO DE NOTÍCIAS DE RONDÔNIA. Todos os mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

avatar
×

Olá!

Em que posso ajudar?

× Como posso ajudar?