sbado, 16 de fevereiro de 2019

POLÍTICA

Laerte defende harmonia com o Governo e fala sobre transparência na eleição

06/02/19 18:04

Fotos: Gilmar de Jesus

Presidente destacou ações prioritárias para o desenvolvimento rondoniense

Em entrevista nesta terça-feira a radialistas da Rádio Parecis, em Porto Velho, o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) reafirmou que vai trabalhar por uma constante parceria e harmonia com o Governo do Estado, mas deixou claro que nunca vai abrir mão em defender as prerrogativas dos parlamentares.

Em tom descontraído, Laerte respondeu a questionamentos dos jornalistas Everton Leoni, Sérgio Pires, Domingues Júnior, do professor Jorge Peixoto e ainda de ouvintes.

O parlamentar falou da transparência com os demais deputados que o apoiaram na formação da chapa única, e afirmou que não será oposição ao Governo, mas que não abrirá mão das prerrogativas do Legislativo.

“Nós construímos esse grupo sempre deixando tudo muito transparente e estamos fechados desde dezembro. Já tínhamos convicção de tudo o que ia acontecer e no dia da nossa eleição eu disse ao próprio governador que vamos priorizar pelo diálogo, pela harmonia. O governador querendo o bem do Estado, não tenha dúvida que Assembleia irá querer o mesmo, ninguém quer atrapalhar”, disse.

Laerte destacou a importância de lembrar que os poderes são independentes, mas que pretende trabalhar pela harmonia. Segundo ele, sua gestão priorizará o respeito, onde cada um deverá exercer o seu papel.

O presidente disse ter proximidade com o governador Marcos Rocha (PSL) desde a época em que o chefe do Executivo comandava a Sejus e que tem mantido um bom diálogo com ele. Disse acreditar na boa intenção do governador e na seriedade do político que vem mostrando ser.

“E sei também das dificuldades. É início de governo, momento de adequar as contas e estaremos aqui para sermos parceiros, afinal é o que a sociedade espera. Mas sem abrir mão do papel os deputados que é legislar, fiscalizar e cobrar”, disse o presidente.

Sobre o início do mandato como presidente da ALE, Laerte Gomes também disse se tratar de um período de muitas mudanças e diferente das gestões anteriores. Para Laerte, a mudança da sede do parlamento legislativo para o novo prédio representa para a 10ª Legislatura recomeçar do zero.

“Aproveito para parabenizar o ex-presidente Maurão de Carvalho pelo bom trabalho desempenhado à frente da Assembleia e que exonerou 100% dos cargos comissionados, justamente para deixar essa nova gestão à vontade para montarmos nossa equipe, e uma equipe que agora ocupará um prédio de 13 andares. É uma mudança muito brusca”, afirmou Laerte.

Prédio antigo

Sobre o destino do antigo prédio da Assembleia, o presidente informou que a ideia é acabar com as despesas geradas com o aluguel de imóveis e garantir economia para a Casa de Leis. A Escola do Legislativo já está funcionando no prédio antigo, onde também estava o Centro Médico, desativado por recomendação do Ministério Público.

Concursados

Questionado sobre a contratação dos aprovados no concurso público da ALE, Laerte Gomes disse que, há apenas dois dias na presidência, ainda está tomando conhecimento de todo o processo do concurso. Ele disse saber da necessidade da homologação e assim que estiver por dentro de todo o trâmite e em que situação jurídica se encontra, os concursados serão chamados.

Estradas

O presidente foi questionado sobre as rodovias do Estado e destacou que o ex-governador Confúcio Moura foi muito parceiro dos municípios de Rondônia, porém, que isso pode ter interferido nas obrigações dos deputados estaduais, entre elas, a manutenção e recuperação das rodovias, principalmente as pavimentadas. Segundo o presidente, muitas estão em condições precárias e isso, segundo ele, exigirá do Executivo um planejamento arrojado para que, logo após o período chuvoso, se iniciem as obras.

Políticas públicas

Laerte Gomes destacou alguns gargalos do Estado e defendeu a regionalização da saúde. De acordo com o presidente, que é um tema que já se discute há 30 anos no Estado. Para ele, hospitais regionais nos principais municípios são necessidades de urgência.

A geração de emprego foi destacada pelo presidente como uma das principais deficiências de Rondônia. Segundo Laerte, o Estado tem uma das maiores médias em percentual de desemprego no Brasil. Uma estatística que de acordo com o presidente, já persiste em Rondônia há quase 20 anos. O parlamentar disse que os municípios “estão morrendo”, não há avanço no setor de indústrias, não há oferta de trabalho.

Tarifas do Detran

Entre outros assuntos tratados na entrevista, Laerte Gomes também condenou as altas taxas cobradas pelo Detran rondoniense. “O Detran tem um superávit alto. A Assembleia vai discutir com certeza esse problema, que vai estar na mesa de discussões. As taxas são altas, duas a três vezes mais que em estados vizinhos como Acre e Amazonas e sem política de educação de trânsito, sem retorno, sem campanhas”, afirmou.

 

Fonte

DECOM - Autor: Assessoria


Categorias: POLÍTICA


Deixe um comentário

avatar
  Se inscrever  
Notificação de